Blog

Microcrédito para apicultores é lançado pela Imembuí Microfinanças

A Imembuí Microfinanças lançou oficialmente o primeiro crédito voltado aos apicultores do Brasil. O evento de lançamento, realizado em 21 de julho, foi organizado na sede da Universidade Regional Integrada (URI) Campus Santiago e contou com a presença do vereador Fernando Silveria de Oliveira, do secretário municipal de desenvolvimento econômico Sadi Gioda, professores da URI e apicultores de Santiago e Região.

A iniciativa, idealizada pelo vereador de Santiago, Fernando Silveira de Oliveira, busca fortalecer os negócios, o turismo e a identidade regional de Santiago e do Vale do Jaguari.

– Esse é um momento especial para toda a apicultura brasileira. A primeira linha de crédito para o apicultor é uma forma de impulsionarmos o crescimento deste setor para gerar mais renda e empregos. Em nossa região são mais de 800 famílias que têm a apicultura como a principal fonte de renda. Destes, somente 30% são atendidos por bancos e os outros 70% são considerados não bancários. Por isso, ter uma linha de crédito voltada para esse setor significa democratizar o acesso a insumos e também fortalecer a cadeia produtiva de mel da nossa região – comenta Fernando.

Além da parceria com a prefeitura da cidade, a modalidade de microcrédito conta com a parceria de pesquisadores da URI para prestarem assistência aos apicultores. O professor Julio Cesar Wincher Soares explicou que a demanda por uma linha de crédito já era pensada pelo grupo de pesquisa da cadeia apícola de Jaguari e região, e a parceria com a Imembuí Microfinanças veio na hora certa.

– O microcrédito facilita bastante a vida do apicultor tanto em operações de custeio quanto em operações de investimento, e a universidade como uma hélice de desenvolvimento regional ela é uma facilitadora da conexão entre esse apicultor com a Imembuí. Outro ponto importante é que teremos a valorização desta atividade, que promove benefícios econômicos, mas também ambientais com a abelha como o principal agente polinizador – explica Julio.

O empreendimento também conta com o apoio da Casa do Empreendedor – Secretaria de Desenvolvimento Econômico, com atendimento especializado para empresários e prestadores de serviço.  Conforme o secretário municipal de desenvolvimento econômico, Sadi Gioda, a parceria entre a Casa do Empreendedor com a Imembuí Microfinanças possibilita o crescimento para o empreendedorismo em Santiago e região.

– Para nós da Prefeitura de Santiago, que sabemos da importância do microcrédito e seu poder de transformação, a linha de crédito para a apicultura é um grande passo para o fomento da cadeia apícola e do setor do mel de todo o Vale do Jaguari. Muito mais que disponibilizar o crédito específico ao produtor, é a relevância que um crédito nominal “Crédito Apicultor”, que coloca em evidência esta cadeia produtiva e apoia seu fomento – comenta Gioda.

 

SIMULAÇÃO DE CRÉDITO
Diversos apicultores da região puderam conhecer e fazer uma simulação do microcrédito durante a apresentação de lançamento, como o Osdemolina de Carvalho, que é apicultor há 25 anos.

– Esse crédito pode nos ajudar na compra de ferramentas, na organização da nossa produção, ele ajuda a viabilizar nosso meio de trabalho. Atualmente tenho 250 colmeias, e sempre alguma precisa de uma restauração e isso exige um custo. Agora também estamos construindo uma casa apropriada para a coleta do mel que já aumenta as despesas. Então saber que temos uma possibilidade de crédito nos incentiva bastante – conta o apicultor.

O presidente da Imembuí Microfinanças Claudionor Ribeiro comenta que o crédito já está disponível para os apicultores e para aqueles que desejam iniciar na área.

- Com essa linha de crédito será possível investir em maquinário e utensílios para agregar valor ao seus produtos. É uma linha de crédito para facilitar a vida do apicultor sem burocracia, os juros são acessíveis e rápido – explica Claudionor.

 

REQUISITOS

O microcrédito para apicultores tem valor inicial de R$ 500 a R$ 20 mil, com uma taxa de juros especial, de 3,79% ao mês, e pagamento das parcelas em até 24 vezes direto no carnê. Por exemplo, se o crédito solicitado for de R$ 5 mil, o empreendedor pagará em 24x de R$ 336,25. Se tiver acesso ao valor máximo de R$ 20 mil, o pagamento se dará em até 24x de R$ 1.334,52.

O requisito é que o microempreendedor tenha no mínimo 6 meses de atividade no comércio, não tenha restrição nos órgãos de crédito e possua um avalista com renda compatível.

 

A IMEMBUÍ MICROFINANÇAS

Com sede em Santa Maria, a Imembuí Microfinanças é constituída como uma Organização da Sociedade Civil de Interesse Público (OSCIP) de Microcrédito, com autorização do Ministério da Justiça e cadastrada no Programa Nacional de Microcrédito Produtivo Orientado (PNMPO). Atualmente, a organização atua em mais de 60 municípios gaúchos.

No município de Santiago, a Imembuí Microfinanças fica localizada na Sala do Empreendedor (Rua Duque de Caxias, 756, centro). Atendimento presencial: de segunda à sexta, das 8h às 13h, atendimento via celular, das 14h30 às 17h30. Contato: Augusto (55) 9 8138 0972 - É possível fazer contato pelo Whatsapp

Conecte-se a Imembuí e fique ligado nas dicas de como melhorar seu negócio:
? Redes sociais: @imembuimicrofinancas no Instagram e /imembui.microfinancas no Facebook.

Microcrédito para apicultores é lançado pela Imembuí Microfinanças

Microcrédito para apicultores é lançado pela Imembuí Microfinanças
Leia Mais Leia mais

Veja outras matérias da Imembuí Microfinanças

Posts Recentes

Teste Desenvolvedor
20/11/2020

Posts Recentes

Teste Desenvolvedor
20/11/2020
WhatsApp Imembuí WhatsApp Imembuí